Entre os dias 15 e 17 de agosto, foi realizado, em Brasília, o I Congresso Brasileiro de Auditoria e Controle Interno – COBACI 2018. O evento de cunho técnico e científico reuniu importantes nomes ligados às funções de auditoria interna e de controladoria. Foram debatidos temas relacionados à auditoria interna governamental, ao controle interno e à detecção e ao combate à corrupção.

O congresso teve como foco principal promover a capacitação e a integração entre os profissionais que atuam nas unidades de auditoria interna e controladorias governamentais.

O COBACI 2018 atraiu a atenção de 35 instituições públicas federais, estaduais e distritais que enviaram seus servidores e empregados públicos para se capacitarem. Os participantes do evento tiveram a oportunidade de assistir a palestras e a debates com informações ricas a respeito das novas abordagens e instruções que passaram a disciplinar as funções de controle interno e auditoria interna governamental.

A profissionalização da atividade de auditoria interna governamental do Poder Executivo Federal foi tema de abertura do congresso e foi apresentado pelo Secretário Federal de Controle Interno (CGU), Antônio Carlos Bezerra Leonel. O palestrante apresentou uma série de ações para tornar mais eficiente a atividade de auditoria interna governamental do Poder Executivo Federal.

A auditoria interna em ensino, pesquisa e extensão foi o tema apresentado pela Auditora-chefe do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM), Samara Santos dos Santos, que expôs aos participantes uma abordagem baseada na experiência da Auditoria-geral dessa entidade na avaliação da atividade fim.

“Fiquei muito honrada com o convite da UNAMEC para participar de um evento tão rico em troca de experiências e possibilidades de aprender novas técnicas de auditoria. Como palestrante, foi desafiador e gratificante falar sobre nossas experiências em auditoria na área fim. Nosso objetivo foi contribuir com a apresentação de instrumentos para facilitar as práticas de auditoria, e, também, ressaltar a importância do diálogo adequado com os gestores, para que em colaboração possamos obter bons resultados. Tudo foi feito com muito carinho e a energia compartilhada comigo foi muito positiva.”, disse a debatedora.

No último dia, os debatedores do painel “Controle e Gestão: complementares ou concorrentes?” convidaram os participantes a refletirem sobre a atividade de controle. Os profissionais buscaram demonstrar o aumento da discrepância entre as capacidades gerenciais da gestão e do controle ao longo do tempo. O hiato gerencial, que se intensificou a partir da introdução do modelo gerencial na Administração Pública, foi apontado como uma das causas do desencontro entre gestão e controle. Na discussão sobre entregas e convergência para os objetivos das organizações públicas, destacou-se o papel da construção de relações baseadas na confiança entre as funções como um ponto crítico.

“Estamos procurando compreender as forças restritivas e impulsionadoras do processo de mudança organizacional pelo qual passam os órgãos de controle”, mencionou o auditor e debatedor Bruno Affonso.

Para a presidente da União Nacional dos Auditores do Ministério da Educação – UNAMEC, entidade civil que realizou o evento, em parceria com outras entidades públicas e privadas, Débora Cecilliote Barcelos, “o evento superou todas as expectativas. Ressalto como positivas a interação entre auditores de diversas instituições e a troca de experiências entre eles e os palestrantes com atuação no setor privado e público. Destaco ainda as impressões positivas e de estímulo, traduzidas na expressão ‘ser e fazer melhor’, que captei de alguns participantes, em razão dos painéis com os colegas auditores. Eles foram brilhantes!”

Também, no último dia, foi proposta a criação de uma rede de cooperação entre os auditores internos governamentais. A Rede Brasileira de Auditores Internos Governamentais – RBAI nasce como uma rede permanente e aberta a participação de todos os auditores interessados e se manterá ativa, virtualmente, no endereço eletrônico: www.rbai.org.br.

“Um marco do primeiro congresso foi a criação da Rede Brasileira de Auditores Internos Governamentais, sob a curadoria da nossa associação, que visa ampliar o intercâmbio de informações entre auditores internos governamentais dos entes federados e fomentar a cooperação interinstitucional.” afirmou Reuber da Silva Fonseca, vice-presidente da UNAMEC. “O sucesso do COBACI 2018 nos fez ainda antecipar nossos planos para o próximo ano. Já estamos trabalhando para realizarmos um novo encontro ainda no primeiro trimestre de 2019.”, garantiu.

Tags:
0 Comentários

Envie uma Resposta

CONTATO

Mande-nos um e-mail. Será um prazer conversar com você.

Enviando

Copyright © 2018 | UNAMEC - União Nacional dos Auditores do Ministério da Educação | Todos os direitos reservados

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account